A casa da rua 44

A casa da rua 44 estava vazia quando eu a vi pela primeira vez. Por mais que as caixas estivessem pesadas, eu tive de retornar com a mercadoria e ainda receber uma bronca do meu chefe.  Mas da segunda vez alguém estava lá, eu sei disso. Eu cheguei normalmente carregando as duas caixas em meus […]

Águas cinzentas

Os dias atuais estavam a desordenar meu pequeno mundinho isolado. A manhã estava acinzentada, cabeças apareceram diante das ruas, as janelas foram preenchidas por pessoas curiosas. Os olhares da maioria carregavam um certo medo, porém eram claramente atraídos pelo fenômeno ao céu.  E quanto mais se olhava, mais a escuridão tomava conta das nuvens visíveis […]