O Andarilho Clemente agora em versão impressa

Uma das vontades de um escritor é ter os seus livros impressos, na mão, para sentir o cheiro de livro novo e com suas próprias palavras, sentir o conforto da diagramação aprovada e das palavras encaixadas e aquela capa, ah a capa. Um amor continuo desde o nascimento do título até a criação do design, […]

O tempo perdido

2017 realmente foi um ano bastante marcante. Eu poderia ampliar e falar das mudanças do mundo, do avanço da operação lava-jato ou qualquer outra merda dessas que aconteceu na pluralidade do inédito, mas me recluso sendo egoísta e refletindo sobre minha própria vida em fevereiro. Geralmente as pessoas utilizam os dias da passagem do ano […]

A Escuridão e o Escritor

Às 4h19 da manhã vivo as loucuras de um escritor com a mente tonta como em um pesadelo semiacordado. Uma casa pequena, com dois cômodos nada espaçosos e um banheiro, não sei o que devo usar como quarto e o que devo usar como sala/cozinha/quintal/e o caralho. Como se já não bastasse todos os problemas […]

O almoço da morte

O decorrer do dia não estava na prancheta. Se eu fosse realmente planejar poderia colocar como primeiro item: “preservar a vida como ela é”; mas como eu não tenho o dom de planejar, prefiro seguir com o improviso. Para as pessoas eu digo que foi tudo como o esperado, nada como socializar, não é mesmo? […]

Dionísio

Dionísio era um Deus poderoso. Posso dizer que nos tempos atuais se sua fama ainda estivesse em alta, ele conseguiria dominar o mundo com seus poderes alcoólicos, mas na época que sua glória existia não tinha muito o que fazer, pois os homens se destruíam com mais facilidade e ele nunca ganharia de Afrodite. O […]